quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

O PS DE ANTÓNIO JOSÉ SEGURO – TERÇA-FEIRA ERA DA OPOSIÇÃO E NA QUARTA-FEIRA JÁ ERA APOIANTE DO DELIRANTE VÍTOR GASPAR


A chamada «regra de ouro» pelo construtor de falências de empresas, e de desemprego e criador de fome de crianças portuguesas que é o sádico irresponsável Vítor Gaspar, que não é de ouro, nem de prata, mas de ferro muito enferrujado, foi aprovada pelo PSD, pelo CDS e pelo ex-partido da oposição PS.
É uma lei contrária à Constituição em vigor que estabelece limites irresponsáveis e sem qualquer possibilidade de cumprimento numa conjuntura inesperada, para o endividamento do Estado. É uma revisão constitucional encapotada. António José Seguro e os deputados do PS passaram, rapidamente, de elementos da oposição a apoiantes, claros, do governo de Passos Coelho. A regra de ferro ferrugento, hipocritamente chamada «regra de ouro», estipula que o défice estrutural não deve superar os 0,5% do PIB e que o rácio da dívida pública não pode exceder os 60% do PIB.
Esta lei cria a austeridade «eterna».
Esta lei criminaliza as políticas de Esquerda.

Sem comentários:

Enviar um comentário