terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

A TROIKA AUMENTOU BRUTALMENTE O DESEMPREGO EM PORTUGAL


Em 2010 o desemprego em Portugal foi de 10,9%.
A Troika chegou a Portugal em Abril de 2011 e começou a mandar grande número de empresas para a falência e  a mandar cada vez mais portugueses para o desemprego.
As novas estimativas da «Comissão Europeia» para a taxa de desemprego em Portugal apontam para os 17,3% em 2013.
A Troika pôs as crianças portuguesas a passarem fome e empobreceu de tal maneira os portugueses, que muitos mandaram cortar a electricidade, e no século XXI já há portugueses sem electricidade em casa.
A Troika neoliberal («BCE», «CE» e FMI) está a destruir a economia portuguesa e orgulha-se disso.


«Em dia de mais uma chegada da troika à Portela, é oportuno assinalar o fracasso da receita europeia e o aprofundar da crise. Mas é hora também de perguntar por Gaspar, o bom aluno siamês da linha económica com se cose (e nos cose) Olli Rehn e a Comissão Europeia de Barroso. E de interpelar Portas e Passos, que se empenharam (e pretendem continuar empenhados) em «ir além da troika», exponenciando os efeitos criminosos da terapia austeritária. Tal como questionar Cavaco Silva, o candidato à presidência que acenava com a mais-valia, para o país, dos seus conhecimentos em Economia - mas que hoje apenas rompe o silêncio por causa das duas vogais com que se entretém. E perguntar pelas televisões, que mantém no ar, em horário nobre, os apóstolos cúmplices do desastre, os Camilos, os Bessas, os Catrogas, os Césares das Neves, os Medinas e restante comandita, poupando-os ao confronto com o fracasso dos seus mantras e demagogias.» (In blog «Ladrões de Bicicletas»)

Sem comentários:

Enviar um comentário