terça-feira, 8 de janeiro de 2013

GNR FORMA INFORMADORES, SEMELHANTES AOS DA EXTINTA DA PIDE/DGS



GNR (Guarda Nacioanal Republicana) assume a formação de informadores, semelhantes aos informadores da PIDE/DGS (estes conhecidos por «bufos»)

Esta formação de informadores por parte da GNR, seguindo o modelo da PIDE/DGS, é explicada como meio de combater a criminalidade. Penso que não é para combater a criminalidade do caso BPN nem do caso «Monte Branco», porque envolve crimes de colarinho branco. E Também penso que estes informadores terão uma acção prioritária na obtenção de informações sobre manifestações contra o governo PSD-CDS e contra os colonizadores de Portugal conhecidos por troika («BCE» «CE» e FMI). Estou convencido de que estes informadores constituirão meios de constituição de um departamento de polícia política, semelhante à PIDE/DGS.

«GNR dá formação a 1700 "parceiros" civis para servirem de elo de ligação
Olívia Santos
07 Jan, 2013, 18:43 / actualizado em 07 Jan, 2013, 19:05

«A GNR quer contar com maior apoio dos cidadãos e por isso foram formadas cerca de 1700 pessoas para servirem de elo de ligação com esta força policial. Através do Programa Interlocutor Local de Segurança, a GNR espera que estas pessoas possam melhorar a relação das populações com a Guarda, em especial no que se refere a acções de sensibilização e prevenção.
A GNR está a dar formação a civis para servirem de interlocutores junto da população. De norte a sul do país já foram formadas cerca de 1700 pessoas, autarcas, padres, agentes de IPSS, que junto das populações vão ajudar a promover acções de sensibilização e prevenção das forças policiais.

O chefe da repartição de programas especiais da GNR, o major Fonseca, explicou à Antena 1 que estas pessoas podem também fornecer às forças policiais informação privilegiada sobre o que se passa nas comunidades.

Declarações do major Fonseca, entrevistado pela jornalista Olívia Santos, sobre as acções de formação da GNR a civis, pessoas que se pretende sejam interlocutores das forças policiais junto das suas comunidades.» (In «RTP» net)

1 comentário: