segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

CONTRA A CORRENTE - A A.D.S.E. É UM SEGURO DE SAÚDE PAGO PELOS UTENTES E NÃO DÁ PREJUÍZO


A A.D.S.E. é um Seguro de Saúde dos funcionários públicos. A A.D.S.E. como qualquer Seguro de Saúde é paga pelos utentes e não dá prejuízo, isto é, as contribuições dos funcionários públicos para o Seguro de Saúde ADSE é suficiente para a sua sustentação. Funciona bem e não dá prejuízo.
Se acabarem com a A.D.S.E. os funcionários públicos, colectivamente, podem constituir um Seguro Mútuo de Saúde, gerido por eles próprios. Ou então, se acabar a A.D.S.E. deixam de pagar para a A.D.S.E., e com esse dinheiro pagam um Seguro de Saúde semelhante, numa Companhia de Seguros privada.
O blog «Arrastão» sugere um «argumento de Esquerda a favor da A.D.S.E.» - aqui vai ele, a ADSE é sustentada exclusivamente pelos seus utentes, funciona bem e não dá prejuízo.

Eu não sabia que na perspectiva do blog «Arrastão» ser de Esquerda é ser sádico, isto é, é sentir prazer em fazer mal, e neste caso a assalariados "culpados por todas as desgraças que acontecem a Portugal". 



Por outro lado, o fim da A.D.S.E. é apenas para beneficiar as Companhias de Seguros privadas, que fazem Seguros de Saúde semelhantes ao da A.D.S.E..
Libertos da contribuição para a ADSE, mais de metade dos funcionários públicos irão utilizar esse dinheiro para pagarem um Seguro de Saúde privado, muito semelhante ao Seguro de Saúde ADSE.


Há muitos assalariados do sector privado que têm a sua “ADSE”, isto é, há muitos assalariados do sector privado que pagam um Seguro de Saúde Privado, semelhante à ADSE.
Os funcionários públicos, pagam, mensalmente, o Seguro de Saúde A.D.S.E., que é sustentado por esses pagamentos.

Sem comentários:

Enviar um comentário