quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

O NEOLIBERALISMO É O CAPITALISMO «DAS PUTAS» DA PROSTITUIÇÃO DE LUXO


«Excelente artigo de João Magueijo (físico teórico do Imperial College, em Londres), «A República das Putas», Público 11/1/2013 (sem link, via Diana Andringa).»
«Ainda deve haver por aí quem se lembre da Dona Branca, a autodenominada banqueira do povo. Para quem não sabe, era uma senhora que mais não fazia que comprar e vender dinheiro, fazê-lo circular, o que lhe era levado de novo era usado para pagar juros chorudos aos que já lá estavam, e cada vez havia mais.» - ESTILO BPN. «(...) E a Dona Branca inevitavelmente foi dar com os costados na prisão, coitada da senhora, estava muito avançada para a época, se fosse hoje davam-lhe um bónus de milhões, e teria uma posição de topo na Wall Street. (...)
Os jogos financeiros contemporâneos são tão abstractos e autoreferenciais que trocando a coisa por miúdos mais não são do que comprar e vender dinheiro, como fazia a Dona Branca. (...)» -  CHAMA-SE A ISTO NEOLIBERALISMO.
«Sim, éramos um país de pobres que passou temporariamente a um país de novos-ricos. Mas agora somos um país de novos-pobres. (...)Muita da nossa dívida, e consequente austeridade, não é legítima, em perfeita analogia com as dívidas contraídas pelas prostitutas, e que as mantêm nas malhas dos seus donos. Se a nível mundial algo tem de ser feito para refrear os chulos financeiros, a nível nacional um corte com o passado seria um primeiro passo. Ou então que se dê o Prémio Nobel da Economia à Dona Branca. E viva a República das Putas.» (In blog «Entre as brumas da memória»)



Sem comentários:

Enviar um comentário