sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

OS JUDEUS E A PALESTINA II


GUERRA DE 1978

As tropas israelitas invadiram o sul do Líbano em 14 de Março de 1978 e chegaram até o rio Litani, com o objectivo de liquidar as bases da Organização de Libertação da Palestina.
Operação Litani foi o nome oficial da invasão de Israel do Líbano até ao rio Litani. A invasão foi um sucesso militar, já que as forças da OLP foram empurradas para o Norte do rio. No entanto, a pressão internacional levou à criação das forças de paz FINUL.


GUERRA DE 1982 E OCUPAÇÃO

A Guerra do Líbano de 1982 começou quando Israel atacou o Líbano, justificada por Israel como uma tentativa de remover os militantes da Fatah liderados por Yasser Arafat do Sul do Líbano, onde se tinham estabelecido. A invasão, que levou à morte de 20 mil libaneses, foi amplamente criticada tanto dentro como fora de Israel, especialmente após as chacinas de homens mulheres e crianças palestinianas de Sabra e Shatila, pela milícia dita cristã, que obedeceu a ordens do Estado de Israel.

Os israelitas, ao mandarem fazer as chacinas de homens mulheres e crianças palestinianos de todas as idades em Sabra e Shatila, imitaram os nazis qualitativamente, só não conseguiram imitar os nazis quantitativamente. Neste caso há a rigorosa cópia das SS em Auschwitz. Quem conduzia os judeus e judias para as câmaras de gás em Auschwitz eram judeus e judias obrigados a colaborar com as SS, os alemães supervisionavam a operação. Ora em Sabra e Shatilla os judeus ocuparam o lugar dos alemães nazis, na qualidade de supervisores dos massacres de homems, mulheres e crianças de todas as idades.

Este ataque faz lembrar os ataques nazis vitoriosos, um sucesso militar, acompanhado da prática do Mal Absoluto.

Arafat exilou-se na Tunísia. Em 1985, devido a pesadas baixas militares e ao peso financeiro da ocupação, Israel se retirou do território libanês, excepto pode uma estreita faixa de terra designada por Israel como  Zona de Segurança. A Resolução 425 do Conselho de Segurança das Nações Unidas confirmou que, a partir de 16 de Junho de 2000, Israel tinha retirado completamente as suas tropas do Líbano, após uma eficiente campanha de resistência do Hezbollah.


Intifada de 1987-1993

A Primeira Intifada (1987-1993) começou como uma revolta dos palestinianos, em particular os jovens, contra a ocupação militar israelita na Cisjordânia e na Faixa de Gaza. A Intifada iniciou-se com uma série de movimentos pacíficos. Tornou-se mais violenta depois que os protestos foram brutalmente reprimidos pelo aparato de segurança israelita. A Intifada terminou com a assinatura dos Acordos de Oslo entre Israel e a OLP.

Sem comentários:

Enviar um comentário