quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

A ALTA BURGUESIA À CONQUISTA DO MUNDO COM OS VOTOS DOS OUTROS MUITO ABAIXO


Se alguém, minimamente conhecedor do que é o capitalismo, se admira da alta magnitude da fuga aos impostos, legalmente, por parte da alta burguesia é porque ainda não visitou Auschwitz. A alta burguesia não se limita a fugir aos impostos, rapta, tortura, mata, como fez, por exemplo, no Iraque, atrás das famosíssimas «Armas de Destruição Maciça». É isto a ética da civilização ocidental e o espírito do capitalismo.
A alta burguesia não tem pátria, tem é um amor apaixonadamente imenso ao dinheiro.
Difícil é compreender como as outras classes sociais votam massivamente nos partidos das troikas, nos partidos da alta burguesia.
Ultimamente vieram a público as golpadas do dono do «Pingo Doce», do Belmiro Azevedo, do Fernando Ulrich, do Eric Schmidt da «Google» e do actor francês Dépardieu. O Mundo em que eles se movimentam foi e é construído com os votos das classes maioritárias que veneram os partidos da alta burguesia e votam neles, em eleições livres, para eles construírem o Paraíso da alta burguesia, que para muitos portugueses é o Inferno da fome. O mais cruel disto tudo é que são as classes médias e as classes abaixo das médias que votam livremente, nos partidos da alta burguesia.
Curiosamente, foi na América do Sul que apareceu o voto sociológico, em que os deserdados já não votam, em alguns países, nos partidos da alta burguesia e os candidatos da alta burguesia perdem. 

Sem comentários:

Enviar um comentário