quarta-feira, 28 de novembro de 2012

ZONA EURO – VIOLENTA LUTA DE CLASSES COM A ALTA BURGUESIA FINANCEIRA A VENCER EM TODAS AS FRENTES


Os comentadores convidados pela televisões portuguesas dizem todos mais ou menos o mesmo (com raras excepções, de vez em quando).
O aparelho conceptual usado mostra logo desonestidade pessoal e intelectual.
Ninguém fala em luta de classes, mas ela trava-se com alta violência.
Ninguém diz nas televisões portuguesas, explicitamente, que as leis da moeda euro e do mafiosamente falso «Banco Central Europeu» representam a ditadura não do proletariado, mas da alta burguesia financeira.
Esta ditadura da alta burguesia financeira é escandalosa. A vitória nesta guerra de classes sociais, que está a ocorrer na Zona Euro, da alta burguesia financeira mostra a crueldade destes animais e dos seus capatazes. A alta burguesia financeira proibiu o falso «Banco Central Europeu» de emprestar dinheiro, em condições normais ao Estado ou Estados. A alta burguesia financeira obrigou o falso «Banco Central Europeu» a emprestar-lhe a ela (alta burguesia financeira) dinheiro directamente, para a alta burguesia financeira emprestar aos Estados a juros muito mais altos. Chegou a alta burguesia financeira a receber dinheiro do falso «Banco Central Europeu» a 1% para emprestar esse mesmo dinheiro ao Estado da Itália a 7%. Grande negócio, ganhar 6% de juros num esquema em que a alta burguesia financeira foi intermediária desnecessária e parasitária.
E agora falemos das ajudas da troika nos «resgates». Se o «BCE» e a Comissão Europeia ajudassem mesmo era a 0% de juros. Os ditos resgates não são ajuda nenhuma, são um negócio, são um negócio lucrativo de empréstimos de dinheiro a juros. Mas, a inteligência da alta burguesia financeira e dos seus capatazes tem muitos limites. Agora baixaram os juros dos empréstimos à Grécia, mas nem assim vão colher os frutos do negócio. A certa altura, se fizermos bem as contas aos «perdões» da dívida grega, iremos constatar que vão mesmo emprestar dinheiro à Grécia a 0% de juros.
Mas, por enquanto, a alta burguesia financeira ostenta o seu triunfo na guerra de classes, na Zona Euro.

Sem comentários:

Enviar um comentário