segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O MESSIAS DOS JUDEUS


Os judeus acreditam, no seu fanatismo religioso, que surgirá um Messias que fará com que os judeus passem a dominar o Mundo.
Pelos vistos, os israelitas acreditam, e a NATO parece que também, que esse Messias estará para aparecer.
É esse messianismo judaico que justifica a Guerra contra os palestinianos de Gaza, não esqueçamos que essa Guerra começou, quando um avião de guerra israelita bombardeou um automóvel.
É esse messianismo judaico, que justifica o fabrico de cerca de dez bombas atómicas por ano, com materiais fornecidos pelos Estados Unidos e pela Inglaterra. O número de bombas atómicas dos israelitas já é superior a duzentas.
A crueldade com que os israelitas mataram crianças palestinianas, acusadas de «terroristas» é o Mal Absoluto.
Os alemães praticaram o Mal Absoluto em Auschwitz contra os judeus. Os judeus aprenderam a praticar o Mal Absoluto com os alemães. O fanatismo dos judeus é pior e mais perigoso do que o dos talibans do Afeganistão.
A NATO, cujos membros se auto-proclamaram os maiores defensores dos Direitos Humanos, esses membros da NATO não consideram os palestinianos seres humanos, nem os iranianos.

Sem comentários:

Enviar um comentário