segunda-feira, 3 de setembro de 2012

CONVENCIDOS E VENCIDOS

Klaus Regling fez declarações sobre a zona euro que me fazem lembrar os seus compatriotas do partido nacional-socialista, quando afirmavam, cheios de razão, que o III Reich duraria mil anos. Estavam enganados, assim como Klaus Regling está enganado.
Por enquanto a Alemanha ‘só’ destruiu a Europa por duas vezes. Mas, a avaliar pelas declarações de Klaus Regling já iniciou o caminho para destruir a Europa pela terceira vez. Mesmo encurralados a leste pela linha Óder-Neisse os alemães ainda não perceberam quem são, eles são uns convencidos e uns vencidos.


«Sem fundo de resgate Portugal já não estaria no euro

por Lusa, publicado por Ricardo Simões Ferreira

Portugal e Irlanda provavelmente já não estariam na zona euro caso o fundo de resgate do euro não existisse, afirmou o seu presidente, acreditando que a crise na região poderá acabar dentro de um a dois anos.
"Senão fosse por nós, Portugal e Irlanda provavelmente já não estariam na zona euro", afirmou o presidente do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF), Klaus Regling, em entrevista à revista semanal alemã Der Spiegel, que será publicada esta segunda-feira.
O responsável antecipa ainda que se os membros da União Económica e Monetária cumprirem os seus compromissos, a crise na zona euro pode acabar "num ano ou dois".
"Se todos os países na zona euro cumprirem à risca as suas metas de consolidação orçamental e continuarem a aumentar a sua competitividade então a crise pode estar terminada em um ou dois anos", disse o responsável à revista alemã, citado pela France Presse.
Klaus Regling, natural da Alemanha, lidera o FEEF desde a sua criação, após o início da crise e pedido de ajuda da Grécia.»

Sem comentários:

Enviar um comentário