terça-feira, 11 de setembro de 2012

O PASSOS E O GASPARINHO


«O mais importante é a confiança e credibilidade junto das portuguesas e dos portugueses. Estamos a viver um dos momentos mais difíceis da história do período democrático. Devemos contrariar a nossa traumática mas repetida experiência de recurso a instituições internacionais. As mudanças que procuramos são profundas. Devolveremos o futuro às gerações mais jovens. O nosso objectivo transcende o mero ajustamento económico e financeiro. O nosso objectivo é Portugal.» (Vítor Gaspar in «Diário de Notícias» net)
Este indivíduo enlouqueceu ou está a gozar com a maioria dos portugueses? Não me parece que o Gasparinho, o ministro das Finanças, tenha enlouquecido. Está é a gozar com a maioria dos Portugueses e com o Tribunal Constitucional.
Disse que estava com falta de dinheiro, mas deu 2 300 euros aos patrões, a troco de nada.
Além de incompetência técnica, Vítor Gaspar tem mostrado uma cada vez pior falta de sentido de justiça social, tributando, excessivamente, os trabalhadores e aberração das aberrações dando dinheiro aos capitalistas.
Não há futuro para as gerações jovens, excepto para os herdeiros de grandes fortunas, e para os elementos da JSD e da chamada juventude centrista afecta ao CDS-PP.
Só há uma saída para a maioria dos portugueses, é fazerem tudo o que for possível para a queda deste governo, logo a seguir às eleições autárquicas.

Sem comentários:

Enviar um comentário