quinta-feira, 16 de agosto de 2012

WIKILEAKS – O REICH NORTE-AMERICANO JÁ NÃO MANDA NO EQUADOR

O Reich norte-americano, fundado em 6 de Agosto de 1945, através do genocídio de Hiroxima, no Japão, para intimidar a Rússia Soviética ou União Soviética, já não manda no Equador.
O Brasil, com a vitória presidencial de Lula da Silva, pôs fim ao domínio do Reich norte-americano na América do Sul. Toda a América do Sul, que se libertou do Reich norte-americano (exceptua-se a Colômbia e a colónia francesa da Guiana) não apoia a selvajaria dos judeus israelitas e já reconheceu o Estado Independente da Palestina, para raiva de Washington, da NATO e da União Europeia os hipócritas e falsos defensores dos Direitos Humanos. 

Julian Assange é perseguido pela CIA e pela mais hipócrita de todas as civilizações de 2012, que é a Suécia dos prémios Nobel. A Suécia não é neutral como oficialmente diz, mas, embora formalmente não pertença à NATO, obedece ao Reich norte-americano e está envolvida em Crimes de Guerra e Crimes contra a Humanidade, associada à NATO. Raptos, torturas, incluindo torturas até à morte, condenações à morte sem julgamento e respectivos assassínios (terrorismo de Estado), e outro terrorismo de Estado (oficialmente e hipocritamente chamado «zona de exclusão aérea») fazem parte do currículo da Suécia, enquanto país súbdito do Reich norte-americano.
Como muito bem mostra o filme «O escritor fantasma», o terrorismo de Estado contra um cidadão é invencível.
A acusação contra Julian Assange é terrorismo de Estado da Suécia, por ordem da CIA.

Na Inglaterra tem vigorado a Lei da Selva, tanto com os trabalhistas de Blair como com os conservadores de David Cameron.
Além do Terrorismo de Estado a Inglaterra agora organiza e apoia oficialmente o terrorismo privado com carros-bomba e com camiões-bomba na Síria.
A Inglaterra ameaçou invadir a embaixada do Equador, em Londres, que se se concretizar é puro terrorismo, na pior e mais sórdida acepção da palavra terrorismo.
«O Governo do Equador decidiu conceder asilo político ao fundador do portal WikiLeaks, confirmou esta quinta-feira o ministro equatoriano dos Negócios Estrangeiros, Ricardo Patiño. Julian Assange vive há dois meses na embaixada do Equador em Londres, o que lhe tem permitido evitar a extradição para a Suécia, onde está acusado de agressão e violação sexual. As autoridades britânicas já fizeram saber que não vão permitir que Assange deixe a representação diplomática equatoriana e admitiram mesmo invadir o edifício.» (In «RTP» net)


Sem comentários:

Enviar um comentário