domingo, 1 de julho de 2012

TRINUFO DA CORRUPÇÃO NUMA PROVA BATOTEIRA DA UEFA

Os dirigentes mafiosos da UEFA, capitaneados pelo mafioso francês Platini, impediram, criminosamente, a Croácia de vencer o jogo contra a Espanha. Estou convencido de que o mafioso Platini foi, pessoalmente, dizer aos árbitros do jogo Croácia-Espanha que era necessário eliminar a Croácia, custasse o que custasse, fosse como fosse!!!

A impunidade com que estes criminosos agem, fez com que o árbitro principal do jogo Croácia-Espanha, aos 27 minutos, em vez de marcar um penálti contra a Espanha como mandam as leis do futebol, porque Sérgio Ramos derrubou, claramente, o croata Mandzukic, dentro da área da Espanha, ainda castigou a vítima do penálti com um cartão amarelo!!!

Mesmo assim, faltavam 4 minutos para os 90 minutos e o jogo estava 0 – 0. E o croata Jelavic foi placado, dentro da área da Espanha por Busquets, evento que, de modo claríssimo, se verificou que devia ser castigado com um penálti contra a Espanha, como mandam as leis do futebol. Seria o segundo penálti contra a Espanha.

Esta batota, esta corrupção, esta criminalidade que eliminou a Croácia fica impune e, ainda é celebrada, ainda é comemorada.


Depois deste jogo, que eliminou a Croácia de maneira criminosa, tudo o que a selecção da Espanha fez não tem nenhum valor desportivo. Se não tem sido esta sequência de crimes contra a Croácia o Campeonato da Europa de Futebol de 2012 tinha sido ganho pela Croácia.


Sem comentários:

Enviar um comentário