quinta-feira, 19 de julho de 2012

RÚSSIA E CHINA VETARAM IMPERIALISMO DA NATO DE APOIO AO TERRORISMO NA SÍRIA


A doutrina Bush elaborada pelos neoconservadores norte-americanos, que considerava que os Estados Unidos dominavam o Mundo sozinhos ou acompanhados pelos países seus súbditos da NATO, escrita para o neoconservador G W Bush, merece o desprezo da Rússia e da China. A Rússia e a China puseram fim ao poder unipolar planetário do imperialismo norte-americano.

A Administração Obama e os seus países súbditos da NATO, a única lição que podem dar de Direitos Humanos ao Mundo é sobre raptos, prisões arbitrárias e torturas, incluindo torturas até à morte na Rede Guantánamo e Sucursais, como a de Bagram, e de condenações à morte sem julgamento e das respectivas execuções, à maneira da Máfia da Sicília ou com aviões como os drones.
A França de Hollande é a França colonialista de Sarkozy e da ocupação colonial da Argélia. François Hollande apoia o terrorismo com carros-bomba, o assassínio de famílias inteiras, incluindo crianças, dentro dos seus automóveis queimadas vivas pelos terroristas apoiados pela NATO, e todo o tipo de barbárie terrorista contra o Estado soberano da Síria. A Inglaterra tem uma colónia que é a Escócia, mas por sua vez virou colónia dos Estados Unidos. O Portugal de Pedro Passos Coelho e Paulo Portas é muito semelhante ao Portugal de Salazar; estes dois puseram o aeroporto das Lajes nos Açores ao serviço incondicional dos raptores, torturadores e assassinos da Rede Guantánamo e Sucursais. Ângela Merkel a única coisa que pode trazer de novo, em matéria de Direitos Humanos é fazer um acordo com a Polónia para reactivar a fábrica de matar pessoas de Auschwitz e exterminar lá todos os apoiantes de Assad, homens, mulheres e crianças de todas as idades.

«Com onze votos a favor, dois votos contra e duas abstenções, o projeto de resolução das Nações Unidas escrito pelos britânicos e subscrito por Portugal, Alemanha, França e EUA "não foi adotado devido aos votos negativos de membros permanentes do Conselho de Segurança". É a terceira vez que a Rússia e a China usam o seu poder de veto para bloquear os planos da ONU no sentido de sancionar o Governo da Síria pela perpetuação da violência no país. A votação dá-se no mesmo dia em que o chefe da equipa de supervisão da ONU na Síria disse que a missão de observação é "irrelevante" e um dia depois de um atentado em Damasco resultar na morte de três figuras-chave do regime.»

O conservador inglês David Cameron decidiu roubar 100 milhões de libras (aproximadamente 128 milhões de euros) da família Assad, que estavam aplicados na Inglaterra. Cameron, além de raptor torturador e assassino na Rede Guantánamo e Sucursais é ladrão no sentido exacto do termo, roubou dinheiro de terceiros.

Sem comentários:

Enviar um comentário