sábado, 21 de julho de 2012

AS FRAUDES DA BBC E DE OUTROS MÉDIA DA CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL


Para os vigaristas da BBC esta fotografia prova o carácter maléfico de Assad, porque representa o resultado de um massacre feito por ordem de Assad na Síria. É uma prova irrefutável. A imagem fala por si.

A BBC divulgou esta fotografia, que por sua vez foi divulgada por outros meios de comunicação ocidentais.
As Democracias nunca mentem, portanto a fotografia é verdadeira, é o resultado de um massacre em Houla, na Síria, e quem olhar com atenção para a fotografia, fica logo a saber que não foram os terroristas do chamado «Exército “Livre”da Síria», que fizeram o massacre, mas sim alguém por ordem de Assad.
Foi por causa desta autêntica fotografia de Houla, que David Cameron roubou todo o dinheiro que a família Assad investiu na Inglaterra. Nas Democracias os políticos que roubam são ladrões, o que torna os seus roubos legítimos.
 Como disse, as Democracias não mentem, logo a fotografia é de Houla, e vendo-a bem conclui-se, claramente, que o que mostra foi obra de forças de Assad.

Em Portugal as três televisões de sinal gratuito, RTP, SIC e TVI, alinham por esta linha editorial da BBC, mais concretamente, pela Verdade indesmentível da foto acima de Houla, assim como os jornais e rádios ditos de referência. Os que não são de referência ainda conseguem superar os de «referência».
Num ambiente destes, qualquer dia, num único dia Miguel Relvas faz todas as provas para Professor Catedrático de Verdade na Comunicação Social.

Sendo Portugal um país da NATO, na qual entrou quando Oliveira Salazar governava, é natural que os meios de comunicação social portugueses achem bem que seja uma honra para Portugal que a Base das Lajes nos Açores seja um local de passagem corrente para os homens e mulheres raptados para serem torturados em Guantánamo ou numa das suas sucursais, como a de Bagram, porque as Democracias defendem os Direitos Humanos, e se há Tortura em Guantánamo é porque os altos valores da Democracia assim o exigem.

Os «média» portugueses de referência também acham que todos os povos têm Direito a viver num Estado Independente, excepto os palestinianos, porque têm «má pinta».
E também acham muito bem que o Estado de Israel tenha mais de duzentas bombas atómicas e que não seja fiscalizado pela ONU, nem por coisíssima nenhuma.
A culpa é dos russos e dos chineses, porque, pelos vistos, vetam na ONU, todas as resoluções a favor dos Direitos dos Palestinianos, os mais ardentes defensores do reconhecimento do Estado Independente da Palestina, são, obviamente os países da NATO e da União Europeia.
Mas os «media» de «referência» portugueses não estão sós, a maioria dos meios de comunicação social dos países da NATO e da União Europeia, televisões, jornais e rádios, alinham, como os portugueses, pela linha editorial da famosa BBC relativamente à atrás apresentada fotografia de Houla na Síria.

Sem comentários:

Enviar um comentário