terça-feira, 24 de julho de 2012

A MORAL TORTURADORA DA NATO E A GUERRA DA SÍRIA


Assim como grande parte dos neoconservadores norte-americanos já foram marxistas, também na Esquerda europeia estão a surgir correntes de apoio à NATO e a todos os assassínios cometidos pela NATO, sempre em nome dos «Direitos Humanos» e da «Democracia», especialmente a Tortura até à Morte, documentada na foto mais acima.
O apoio à Tortura até à Morte em Nome dos Direitos Humanos e da Democracia é o que eu mais aprecio em certas correntes da Esquerda europeia.





Também aprecio muito a alegria, a felicidade destas crianças bem estampada nos seus rostos. Ou enganei-me, ou torturadas pelo país dominante da NATO, através do método do terror colectivo?!
Como mostram as fotografias a NATO não tortura só homens, tortura também mulheres e crianças. Mas é óbvio que todas as Torturas da NATO, para certas correntes da Esquerda europeia são para defender os Direitos Humanos. O escritor português Rui Tavares é um dos teóricos desta Esquerda europeia racista e colonialista, é dissidente do Bloco de Esquerda e é deputado do «Parlamento Europeu». Rui Tavares e seus compadres e comadres defenderam a invasão imperial-colonial da Líbia, com tudo que ela implicou. Devem ter comemorado com champanhe francês a Tortura Até à Morte de Kaddafi. Não se defende uma invasão da NATO conhecendo a Rede de Tortura Guantánamo e Sucursais, sem aderir à ética selvática colonial-torturadora da NATO.
A agenda neoconservadora teorizada durante o governo de George W Bush, recuperou a teoria de Adolf Hitler do domínio unipolar do Mundo, isto é, do domínio militar do Mundo por um só país. Da agenda neoconservadora constava (e consta) a conquista do Iraque, do Afeganistão, da Líbia, da Síria e do Irão e o apoio incondicional a todas as selvajarias do Estado de Israel, e ainda constava o assassinato de Kaddafi.
Com a derrota nas presidenciais  do candidato dos neoconservadores, face a BaracK Obama, parecia que esta agenda iria ficar na gaveta, mas Obama encarregou-se de a implementar. Essa da ideia do domínio unipolar do Mundo pelos Estados Unidos parece que já foi abortada pela aliança Rússia-China.
Eu não sou a favor do domínio do Mundo pela aliança Rússia-China, sou contra o chamado domínio unipolar do Mundo seja por um só país, seja por uma aliança de países, seja pela aliança Rússia-China, seja pela aliança conhecida pela sigla em inglês NATO.
Sou pelo equilíbrio de forças concorrenciais e antagónicas a nível militar no Planeta Terra.
Mas, Obama implementou ao pormenor a agenda dos neoconservadores de conquista da Líbia e de assassinato de Kaddafi.
Kaddafi como militar que era estava determinado a morrer em combate. Mas, as tropas que ele comandava pessoalmente, perante o ataque devastador da imperial-colonial NATO resolveram retirar. Ora, quando estava a fazer a retirada foi atacado por um avião dos Estados Unidos, que o feriu gravemente. Kaddafi gravemente ferido foi alvo fácil para os selvagens cipaios, que mandam actualmente na colónia Líbia, o torturarem até à morte com o ritual da tortura da sodomização incluído, já não na colónia da Itália como no passado, mas agora na colónia dos Estados Unidos, da França e da Inglaterra. Obama fez do assassínio de Kaddafi uma coisa «sagrada», enquadrada na cruzada global contra os muçulmanos não obedientes a Washington.

Assim como Adolf Hitler se enganou ao dizer que a Alemanha iria dominar o Planeta Terra durante mil anos, através do III Reich, também os cérebros da NATO se enganam, e aquele pormenor da Tortura Até à Morte de Kaddafi, depois de gravemente ferido por um avião dos EUA sob as ordens de Obama, só não levará a Síria a usar armas químicas e biológicas, na guerra clandestina que lhe foi imposta pela NATO, se Assad e o seus generais forem estúpidos como pedras.
E, aliás, podem seguir o exemplo de um país da NATO, que exterminou civis com armas químicas no Vietname e arrasou florestas com armas químicas no Vietname, e praticou dois genocídios de civis japoneses, com armas atómicas, em Hiroxima e Nagasáki, caso único na História da Humanidade, depois de o Japão já estar completamente derrotado na guerra.

Sem comentários:

Enviar um comentário