sexta-feira, 30 de setembro de 2011

A GRÉCIA CADA VEZ MAIS POBRE


A Direita domina a União Europeia e estabeleceu a incrível norma de proibir o Banco Central Europeu de emprestar dinheiro directamente aos Estados obrigando os Estados a pagarem juros aos intermediários que são os bancos privados.
Os cérebros da Direita europeia arranjaram uma solução para a crise financeira da Grécia – PÔR O POVO GREGO A SOFRER CADA VEZ MAIS POBRE. A solução para estes cérebros «iluminados» é lançarem o povo grego na pobreza e na miséria!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

TORTURA POR UM PAÍS QUE PERTENCE À NATO

AS CRISES FINANCEIRAS E ECONÓMICAS E A COLOCAÇÃO NA GAVETA DOS DIREITOS HUMANOS

Estas crises financeiras e económicas que atingem países europeus e os EUA tornam os cidadãos muito mais «compreensivos» para tolerarem a TORTURA. O empobrecimento está a tornar muitas pessoas muito mais cruéis. ASSIM, A CRISE ÉTICA DO OCIDENTE É DESPREZADA.
Mas a TORTURA é tão aceitável no século XXI pelo Ocidente como foi a escravatura na primeira metade do século XIX…

terça-feira, 27 de setembro de 2011

A ASCENSÃO DOS SENHORES DA GUERRA E DA TORTURA

A ONU tem 193 Estados membros.
Não parece minimamente aceitável tratar os palestinianos como infra-homens, como fazem os Estados Unidos e os seus países satélites que constituem a NATO.
A NATO tem um currículo de matanças dificilmente igualável. Não deixa de ser curioso que aqueles que pregam os Direitos Humanos aos outros sejam especialistas em matanças, em destruições, em raptos e em torturas.
A civilização ocidental vive em crises financeiras e económicas. Este é um bom campo para desenvolver uma crise moral e ética. Os senhores da guerra da NATO aproveitam as preocupações financeiras e económicas dos cidadãos para emergirem com toda a sua crueldade.
E assim vai o ano de 2011.

131 PAÍSES JÁ RECONHERAM O ESTADO SOBERANO DA PALESTINA

Barack Obama está cada vez mais só na questão da Palestina.

domingo, 25 de setembro de 2011

O DIREITO DA PALESTNA À INDEPENDÊNCIA

É completamente inaceitável recusar à Palestina O DIREITO À INDEPENDÊNCIA.
Barack Obama em política externa é a maior fraude do século XXI.
Os noruegueses que lhe atribuíram o prémio Nobel da PAZ deviam, publicamente dizer que estavam arrependidos e envergonhados. George W Bush envolveu-se em duas guerras. Obama envolveu-se em três guerras. Foi rápido a continuar a política de saque de poços de petróleo dos neoconservadores bombardeando civis na Líbia. À conquista do Iraque acrescentou a conquista dos poços de petróleo da Líbia.
Agora está contra o Mundo na questão palestiniana.

sábado, 24 de setembro de 2011

OS DIREITOS DOS PALESTINIANOS

É inaceitável a recusa dos direitos dos palestinianos.
A civilização ocidental tem desprezado, profundamente, os direitos dos palestinianos.
Mas agora parece que as coisas podem mudar.
Obama despreza-os em absoluto, mas mesmo assim, a maior parte dos países do Mundo reconhece os direitos do povo da Palestina.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

A PALESTINA TEM TODO O DIREITO À LIBERDADE

Obama é um arrivista, em política externa igual ao G. W. Bush empenhado no saque dos poços de petróleo e despreza os palestinianos.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

OS 1O QUADROS MAIS CAROS DO MERCADO DA PINTURA

1 - JACKSON POLLOCK - Nº5, 1948



2 - WILLEM DE KOONING - MULHER III

3 - GUSTAV KLIMT - ADELE BLOCH-BAUER

4 - VAN GOGH - RETRATO DO DR. GACHET


5 - RENOIR - BAILE NO MOULIN DE LA GALETTE


6 - PICASSO - RAPAZ COM CACHIMBO


7 - VAN GOGH - ÍRIS

8 - PICASSO - DORA MAAR COM O GATO



9 - VAN GOGH - AUTO-RETRATO SEM BARBA



10 - RUBENS - MASSACRE DOS INOCENTES


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

PALESTINA – OBAMA CONTRA O MUNDO

Aproxima-se a votação na ONU sobre a Palestina.
Barack Obama em política externa não é melhor que G. W. Bush.
Obama quer tramar os palestinianos a todo o custo. Esperemos que não consiga.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

PALESTINA

«Cerca de 140 entre 193 países membros da ONU deverão votar em favor do Estado Palestino, incluindo a maioria dos países da África, América do Sul e Ásia, e parte dos países europeus – entre eles a França e a Espanha.»(In BBC Brasil on line)
Aguardemos.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

A PALESTINA E A NATO

Os mesmos que invadiram o Iraque, o Afeganistão e a Líbia desprezam quase em absoluto os direitos dos palestinianos.
Chama-se a isto TEORIA DE DOIS PESOS E DE DUAS MEDIDAS, a teoria política que domina a civilização ocidental. A tortura é má se for feita pelos outros, sendo feita pelos ocidentais «é boa». Veja-se o caso de Guantánamo – a mesma coisa com George W. Bush e com Barack Obama. E o colaboracionismo dos outros países da NATO era enorme no tempo da presidência G. W. Bush. Com Obama é a mesma coisa.
Os países da NATO desprezam os direitos dos palestinianos. Já se esqueceram que foi o exército inglês que conquistou Trípoli, enquanto os aviões americanos, ingleses e franceses bombardeavam edifícios civis com bombas de fósforo. Sobre os palestinianos todas as patifarias são «boas». Agora os políticos europeus que nada fazem para que acabe a tortura em Guantánamo vão pregar «Direitos Humanos» para Trípoli. Para a Arábia Saudita é que não.
Muito menos para a Palestina.

domingo, 18 de setembro de 2011

A GUERRA DO PETRÓLEO DA LÍBIA

Como muitos países europeus praticaram o colonialismo abertamente, o imperial-colonialismo dos países da NATO é visto com «naturalidade».
A conquista dos poços de petróleo da Líbia pela NATO obedeceu a um plano muito anterior às manifestações que justificaram a invasão terrestre e aérea da Líbia pela NATO.
É bom não esquecer que a conquista dos poços de petróleo da Líbia obedeceu a um plano dos neoconservadores, que inclui também o Irão.
A Líbia teve prioridade em relação ao Irão por ser um país militarmente débil.
As mentiras divulgadas para a conquista da Líbia já tinham sido estruturadas pelos neoconservadores.
Uma organização militar que em Setembro de 2011 pratica a TORTURA em Guantánamo, a principal lição de moral que pode dar ao Mundo é sobre A TORTURA EM GUANTÁNAMO.

sábado, 17 de setembro de 2011

NATO ASSASSINA MAIS DE 300 CIVIS NA LÍBIA SÓ NUM DIA

A NATO, que em Setembro de 2011, é, de facto, uma quadrilha internacional de ladrões de petróleo, de raptores, de torturadores e assassinos, num único dia assassinou mais de 300 civis na Líbia, incluindo crianças, com bombas de fósforo.
O mais caricato disto tudo é que a NATO não foi incumbida pela ONU de conquistar os poços de petróleo da Líbia, mas de proteger a vida dos civis. Em vez de proteger a vida dos civis a NATO chacina-os!!!

A CRISE DA UNIÃO EUROPEIA E AS CLASSES SOCIAIS


A União Europeia fez-se para haver ajuda mútua entre os seus membros.
A criação do euro foi feita para beneficiar em primeiro lugar a alta burguesia financeira. Quem criou o euro fê-lo para o enriquecimento fácil dos banqueiros. Ora vejamos concretamente como – proibiram o BCE de emprestar dinheiro aos Estados, e exigiram que os Estados tivessem que pagar o percurso do dinheiro aos bancos privados. Assim um Estado precisava de mil milhões de euros e o BCE emprestava esses mil milhões de euros a um banco privado a um juro de um por cento e a seguir esse banco privado emprestava esses mil milhões de euros ao tal Estado a cinco por cento!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

CRISE ÉTICA NA CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL

DUAS CRISES

A civilização ocidental vive uma crise económica e uma crise ética.
O afundamento financeiro e económico da Grécia, de Portugal, da Irlanda tem a ver, directamente, com o Tratado que criou as regras do euro. Um aspecto incrível é o facto de o Banco Central Europeu não poder emprestar directamente dinheiro aos Estados, mas só o pode emprestar aos bancos privados, que como intermediários (desnecessários) cobram juros. O Tratado do euro foi feito pelos testas de ferro dos bancos privados.
Em cima da crise económica-financeira temos a crise ética com o regrsso ao imperial-colonialismo.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

AINDA O TPI

Os Estados Unidos que tanto falam de Direitos Humanos e do TPI não se submetem a esta organização e proibem o TPI de fazer qualquer investigação que envolva militares norte-americanos.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

UMA FACE EXÓTICA DO T.P.I.

O TPI tem várias faces também se dedica ao rapto e à escravatura.
Um caso concreto – Milosevic foi raptado por ordem do TPI e comprado pelo TPI no mercado de escravos.
Comprar um homem contra a sua vontade só no mercado de escravos.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

TERROR E TERRORISMO


No século XVI, o italiano Maquiavel publicou o livro «O Príncipe», no qual escreveu que em nome do Estado vale tudo, isto é, que em nome do interesse do Estado TODOS os crimes são legítimos e recomendáveis. Teorizou nesse livro o TERRORISMO DE ESTADO.
No século XXI, no aspecto ético a Humanidade não melhorou nada em relação ao século XVI.
O TERRORISMO DE ESTADO EM 2011 É CONSIDERADO «BOM».
Toda a gente sabe que os países da NATO invadiram o Iraque e a Líbia para roubarem petróleo! No entanto, o homo sapiens sapiens do século XXI tem necessidade de se enganar a si próprio. Alguns jornalistas (não todos) são profissionais da mentira e todos os dias divulgam mentiras para que o homo sapiens sapiens se engane a si próprio. Um bom exemplo disto é um anúncio que diz «Expresso um jornal que faz opinião». Este anúncio diz que o bjectvo daquele jornal é doutrinar as pessoas. Não é para dar notícias mas para tentar moldar a opinião das pessoas.
Em 2011 o símbolo-síntese da NATO e da Civilização Ocidental é o Campo de Tortura de Guantánamo.
Podemos considerar a tortura como um crime contra a Humanidade. Ora o Ocidente participa colectivamente no Campo de Tortura de Guantánamo. Quase toda a gente sabe que a base aérea das Lajes, nos Açores, foi, é e será uma base crucial de apoio à TORTURA em Guantánamo, logo uma base de apoio a Crimes Contra a Humanidade.
Depois da II Guerra Mundial alguns militares ingleses queriam fuzilar o alto comando alemão. Churchill não permitiu e exigiu os chamados Julgamentos de Nuremberga, que iriam condenar os crimes em nome do Estado. Churchil pensava que seriam um grande exemplo para o futuro.
Mas enganou-se, em Nuremberga não se julgaram os crimes em nome do Estado, mas a derrota numa guerra, como aliás disse o marechal Keitel, o comandante supremo das forças armadas alemãs. Os genocídios de Hiroxima e de Nagasáqui foram considerados crimes bons.
A comunicação social Ocidental, especialmente as televisões, silencia os genocídios de Hiroxima e de Nagasáki, porque foram TERROR OU TERRORISMO DE ESTADO.
No século XX desenvolveu-se o TERRORISMO PRIVADO, que é explorado até à exaustão pelas mesmas televisões que silenciam o TERRORISMO DE ESTADO EM HIROXIMA E EM NAGASÁKI.
Os judeus que foram as principais vítimas do TERROR EM NOME DO ESTADO, em primeiro lugar tiveram uma reacção de grande sofrimento, mas em segundo lugar tiveram uma reacção de aprendizagem com os seus carrascos, aprenderam a desprezar em absoluto a condição humana. Se tivessem força para isso, e oportunidade, exterminariam os palestinianos, sem qualquer remorso.
TODO O TERROR É MAU, TODO O TERRORISMO É MAU, TANTO O TERRORISMO PRIVADO COMO O TERRORISMO DE ESTADO.
E assim vai 2011…!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A AGENDA DOS NEOCONSERVADORES ESTÁ A SER ADOPTADA PELA NATO


Os neoconservadores do governo de George W. Bush fizeram uma agenda imperial-colonial de saque de poços de petróleo.
Invadiram o Iraque atrás das famosíssimas «armas de destruição maciça».
Barack Obama retomou a agenda imperial-colonial dos neoconservadores com a conquista dos poços de petróleo da Líbia. No caso da Líbia infiltraram os serviços secretos norte-americanos, franceses e ingleses na oposição a Kaddafi, para dinamizarem a confusão nas ruas, para depois começarem a guerra-colonial.
No caso do Irão estão a pensar lançar a confusão nas ruas para depois iniciarem a guerra. A guerra contra o Irão já está preparada ao pormenor, só falta começar.
No caso da Venezuela os neoconservadores falharam. Como Hugo Chávez ganhou as eleições, já não usaram o argumento da luta contra uma ditadura, mas contra a Democracia. Organizaram um golpe de estado e falharam, porque o Brasil, presidido por Lula da Silva apoiou Hugo Chávez, enviando-lhe gasolina e gasóleo durante a greve das refinarias associadas ao golpe de estado. E também porque importantes tropas permaneceram ao lado do presidente eleito.
Estamos à espera que comece a guerra contra o Irão, que tal como o Iraque «nada em petróleo».
Sarkozy, da pior direita europeia no poder, já está a pressionar Obama para se concretizar a guerra contra o Irão.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

A HIPOCRISIA DA NATO


Afinal como começou a NATO? Teoricamente como organização de DEMOCRCIAS militar defensiva face a um suposto ataque da União Soviética à Europa Ocidental, em 1949. Afinal NÃO COMEÇOU COMO UNIÃO DE DEMOCRACIAS, porque incluía a Ditadura de Salazar, um assumido simpatizante de Mussolini. Inclusivamente tropas portuguesas foram autorizadas a combater sob as ordens de Hitler, em regime de voluntariado, como foi o caso concreto do mais tarde marechal Spínola. A liderança da NATO, na prática, pertenceu sempre aos EUA.
A formação da NATO deu origem à posterior formação do Pacto de Varsóvia em 1955, liderado pela União Soviética.
A U.R.S.S. baseava-se nas teorias do alemão Karl Marx, que fez uma crítica ao capitalismo que se mantém totalmente actual, mas propôs uma alternativa, que não resistiu ao teste da PRÁTICA.
O regime soviético, baseado em Marx, implodiu, porque as teorias que o sustentavam mostraram-se inviáveis, perante o chamado teste da prática, por múltiplas razões, ainda hoje não devidamente estudadas, aprofundadamente.
Implodido o chamado comunismo soviético, dissolveu-se o Pacto de Varsóvia.
A NATO de organização militar defensiva passou a organização militar de ataque imperial-colonial.
Sem qualquer oposição militarmente forte a NATO faz o que quer.
Na invasão e ocupação do Iraque, a NATO, enquanto organização, não participou formalmente, dada a oposição da França e da Alemanha, mas o principal país da NATO, os Estados Unidos dirigiu a invasão assessorado por outro elemento chave da NATO, que é o Reino Unido.
Em termos económicos os Estados Unidos atacaram abertamente os negócios de dois aliados da NATO, da França e da Alemanha. O saque de George W Bush no Iraque prejudicou fortemente os negócios de dois países chave da NATO.
Barack Obama, que em termos de política externa é a maior fraude do século XXI, na invasão da Líbia só teve a oposição da Alemanha. Até países militarmente minúsculos como a Dinamarca participaram na orgia destruidora e matadora de civis que foi a invasão da Líbia com meios aéreos e com meios terrestres, estes "envergonhados", porque os militares da NATO que invadiram a Líbia por via terrestre tiveram vergonha de envergar as respectivas fardas.
Uma das coisas mais divertidas da NATO é falar de Direitos Humanos, quando ostenta o CAMPO DE TORTURA DE GUANTÁNAMO. Por outro lado é interessante os Estados Unidos falarem tanto no TPI, Tribunal Penal Internacional, ao qual os EUA não se submetem, isto é, não o reconhecem, não são signatários do TPI. Digamos que o TPI para os EUA não serve, mas é bom só para os outros.
PETRÓLEO a quanto obrigas…!

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

PARA OBAMA, SARKOZY E CAMERON AS ARMAS DE DESTRUIÇÃO MACIÇA DA LÍBIA SÃO OS POÇOS DE PETRÓLEO.


Na guerra imperial-colonial da Líbia quem matou mais civis foram os invasores imperiais-coloniais, nomeadamente crianças, com bombas de fósforo.
As bombas de fósforo são proibidas pela ONU.
O emblema da NATO é em 2011, assumidamente, e orgulhosamente o CAMPO DE TORTURA DE GUANTÁNAMO.
Na guerra imperial-colonial da Líbia quem matou mais civis foram os invasores imperiais-coloniais, nomeadamente crianças, com bombas de fósforo.
As bombas de fósforo são proibidas pela ONU.
O emblema da NATO é em 2011, assumidamente, e orgulhosamente o CAMPO DE TORTURA DE GUANTÁNAMO.

PARA OBAMA, SARKOZY E CAMERON AS ARMAS DE DESTRUIÇÃO MACIÇA DA LÍBIA SÃO OS POÇOS DE PETRÓLEO